Humanização do setor de cobrança da KNN aproxima ainda mais franqueados e matriz

2 minutos para ler

Cobrar, por si só, já é uma palavra carregada e que pode trazer diversos desconfortos em qualquer relação, seja ela de consumo ou não. Entretanto, quando esta relação é humanizada, muito deste peso deixa de existir e até aproxima ambas as partes. Partindo deste princípio, a KNN Idiomas Franchising passou por diversas mudanças em sua estrutura organizacional, a fim de garantir e conservar este objetivo.

Da mesma forma que nós, seres humanos, estamos em constante e ininterrupta evolução, uma empresa também deve estar. Muitas de nossas práticas e pensamentos precisam amadurecer ou até serem repensados, e este é o verdadeiro sentido de progredir. Desta forma, foi percebido que era preciso encontrar uma maneira de aproximar ainda mais franqueado e franqueadora, principalmente quando se trata de assuntos mais delicados.

“Com a rotina do dia a dia, muitas de nossas ações acabam por se tornarem, de alguma forma, mecânicas e automáticas. Em questões financeiras dentro de uma empresa esta situação é ainda mais frequente. Sendo assim, foi preciso então parar, refletir e trabalhar para tornar esta relação o mais humana possível”, afirma Márcia Regina, gerente administrativa da KNN Brasil. Márcia ressalta que, naturalmente, uma relação que envolve cobrança é sempre mais fria e direta, então atitudes que quebrem este gelo tornam-se imprescindíveis.

Mas, o que foi feito de forma prática? Bem, segundo a gerente, o trabalho que antes era exercido por uma pessoa, atualmente é dividido por regiões, sendo um colaborador responsável por cada uma delas. O franqueado da região sul do país, por exemplo, sempre será atendido pelo mesmo colaborador. Este, por sua vez, estará sempre disponível para auxiliar o franqueado, tirar suas dúvidas e, assim, realizar o melhor atendimento para ele. “Uma relação antes mecânica tornou-se pessoal e percebemos que este sentimento é alimentado dia após dia”, afirma Isadora Furtado, coordenadora regional dos estados de São Paulo e Rio de Janeiro.

“Esta mudança foi inteiramente pensada no franqueado para melhor atendê-lo. Temos certeza que práticas assim são fundamentais para enriquecer a confiança e estabelecer, gradativamente, uma relação mais próxima e dinâmica entre os integrantes desta família chamada KNN”, conclui Márcia.

REDAÇÃO KNN BRASIL

Posts relacionados

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.