Franquias de Idiomas no Brasil são lucrativas? Descubra a Verdade!

6 minutos para ler

Mesmo com tanta concorrência e um mercado muito competitivo, saiba como é possível ter sucesso neste segmento.

Se há alguns anos saber um segundo idioma era um diferencial, hoje podemos afirmar que é uma exigência para o desenvolvimento da carreira. Por isso, mesmo com os impactos da crise econômica, o mercado de franquias de idiomas — as pioneiras do franchising brasileiro — continua a crescer.

Contudo, sabemos que abrir um negócio é uma decisão que deve ser tomada com cautela e demanda muita pesquisa por parte do empreendedor — e com franquias não é diferente. Pensando nisso, trouxemos neste artigo as principais informações sobre o mercado da educação atualmente e, diante dele, como estão situadas as franquias de idiomas no Brasil.

Para ajudá-lo a definir qual será seu próximo investimento, Paulo Búbola, Diretor de Expansão da Franquia KNN, respondeu as principais dúvidas sobre o tema. Continue a leitura!

Como funciona uma franquia de idiomas?

Adquirir uma franquia que já esteja bem estabelecida no mercado é um passo certeiro em direção ao sucesso da empresa. Dessa maneira, com o apoio da franqueadora e apostando no reconhecimento e respeito da marca, o franqueado pode focar na atração de clientes e crescimento da unidade.

O primeiro passo para tornar-se dono de uma franquia de idiomas é pesquisar as opções disponíveis, atentando-se para os diferenciais de cada empresa. É importante, por exemplo, que a franqueadora realize uma projeção de retorno, para que você saiba quando começará a ter lucros.

Uma vez escolhida a franquia, o próximo passo é cadastrar-se junto à franqueadora e reunir-se com representantes da empresa. Após sua aprovação, vem a assinatura do contrato e abertura da unidade. Lembre-se: a franqueadora deve fornecer o suporte necessário para que seu negócio deslanche.

Como anda a qualidade do ensino de idiomas em escolas particulares e públicas?

Profissionais mal preparados, estrutura física precária e falta de materiais são a realidade do ensino de línguas estrangeiras nas escolas públicas brasileiras. Mesmo com os Centros de Línguas, conveniados a escolas públicas e presentes em diversos estados, o ensino de um idioma estrangeiro não é fornecido de maneira universal.

Em escolas particulares, há professores com melhor conhecimento do idioma ou o convênio com centros particulares de línguas, o que confere maior qualidade ao ensino. Mas ainda que a importância do aprendizado de idiomas estrangeiros seja conhecida — principalmente o inglês e o espanhol — eles não são, nem de longe, a prioridade da educação.

Uma pesquisa da Education First (EF) que avalia o conhecimento do inglês como língua estrangeira apresentou resultados preocupantes: o Brasil caiu da 41ª posição em 2017 para a 53ª em 2019.

E isso se dá justamente pelo entendimento equivocado de que o conhecimento do idioma não é uma competência tão necessária quanto, por exemplo, português e matemática.

Como é o mercado de educação no Brasil?

O Diretor de Expansão da Franquia KNN expõe que o mercado de educação tem sofrido mudanças constantes nos últimos anos.

A principal transformação no setor foi que o empresário deixou de se preocupar apenas com o produto fornecido, passando a focar na prestação de serviços. Esse é um dos principais fatores que qualificam a educação como nicho lucrativo.

De acordo com a Associação Brasileira de Franchising- ABF, o setor de franquias cresceu 6,9% em 2019 (comparado ao ano de 2018) e estima-se que haverá um crescimento de 8% até o fim de 2020.

Portanto, situadas em um setor em ascensão, valorizadas pelo desprestígio do ensino de idiomas estrangeiros no Brasil e aparadas pela tendência de crescimento do segmento de franchisingas franquias de idiomas combinam os fatores ideais para o sucesso — mesmo em um cenário de crise. 

Vale a pena investir em franquias no Brasil?

No último trimestre de 2018, segundo dados da ABF, mesmo com a instabilidade política e o aumento da inflação da época, o mercado de franquias registrou um crescimento de 6,3% comparado ao mesmo período do ano anterior. A associação também demonstrou que, apenas nos últimos três meses do ano passado, foram criadas mais de 80 mil vagas de emprego pelo setor.

Segundo Paulo Búbola, a ascensão do setor de franchising se deve, em grande parte, à acessibilidade das franquias: “há 15 ou 20 anos seria necessário um investimento de 500 mil para ter uma franquia com retorno de 2 anos. Hoje, podemos abrir uma com 40 ou 50 mil“.

Quais são as vantagens de investir em franquia de educação?

Segurança do investimento

O crescimento do setor de franchising observado a partir dos dados da ABF já expostos é a primeira evidência da segurança do investimento e da garantia de retorno do capital investido em franquias de idiomas. 

Além disso, franquias de educação operam com margens de lucro líquidas muito altas em comparação ao mercado: “para uma empresa demonstrar uma saúde financeira, ela precisa mostrar pelo menos 20% de margem líquida, e nesse segmento, temos uma acima de 30%” — aponta Caíque. 

A metodologia, o plano de negócios e a estratégia de marketing já estão prontos

A criação de uma metodologia e de materiais eficientes para o ensino de línguas estrangeiras requer uma equipe de especialistas, tempo e dinheiro. Abrir uma franquia de idiomas significa que este trabalho já foi feito e que os métodos desenvolvidos são eficazes. A rapidez e eficiência no aprendizado prometidos para o cliente, portanto, serão entregues com êxito.

Elaborar um plano de negócios consiste em formular estratégias para o crescimento da empresa. No caso de uma franquia, a franqueadora já sabe o que funciona e o que fará os donos de cada unidade obterem sucesso em seus empreendimentos — ou seja, menos riscos para o investidor.

O Diretor de Expansão da KNN informa que é interessante para o empresário abrir sua empresa com uma marca estabelecida, um modelo de negócios testado e estruturado que vai ter todo suporte e assessoria do franqueador. “A sustentabilidade financeira dele será sempre acompanhada. Ele não vai precisar investir em marketing.” — reitera Paulo.

O mercado é favorável às franquias de idiomas no Brasil e as vantagens são muitas, certo? E então, gostaria de saber mais? Entre em contato conosco!

Fique por dentro de outros conteúdos também através da nossa página oficial da franquia no LinkedIn.

LEIA TAMBÉM:

RETENÇÃO: a importância de fidelizar o seu aluno

O que faz um CONSULTOR DE CAMPO COMERCIAL?

A fórmula secreta para fazer o melhor MARKETING PRÉ-INAUGURAÇÃO

Posts relacionados

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.