Como o visual e a localização de uma ESCOLA DE IDIOMAS podem FAZER MAIS MATRÍCULAS?

5 minutos para ler

Especialistas em implantação e padronização visual da KNN revelam os segredos para ter uma escola que seja atraente e com muitos alunos.

Já ouviu a frase “quem não é visto não é lembrado”? Isso se aplica, principalmente, ao mundo dos negócios. E para ser visto, é necessário chamar a atenção.

A escolha da identidade visual e a estética do ponto comercial frequentemente são motivos de dores de cabeça durante a fase inicial de uma nova empresa – como uma escola de idiomas, por exemplo.

O empreendedor, que muitas vezes não conta com um suporte especializado ou não possui experiência no ramo, pode acabar se frustrando por escolhas mal feitas e até acabar fechando as portas precocemente devido a erros cometidos.

 A Redação KNN consultou os especialistas em implantação e padronização da franquia, que apontaram os principais fatores que compõe o ponto físico de uma escola de idiomas: a localização e a estética.

IDENTIDADE VISUAL

Entende-se como identidade visual a construção de vários elementos gráficos e visuais responsáveis por criar a atmosfera a respeito de quem é a empresa, quais são seus valores e até mesmo qual a sua visão de mundo e sociedade.

Dentro da franquia KNN, por exemplo, existe o padrão de identidade visual a ser seguido – o qual está relacionado com o brand da marca e os hábitos de consumo do público-alvo, ou seja, os alunos das escolas, que em sua maioria, é composto por jovens entre 10 e 20 anos de idade. Esta juventude integra a chamada “Geração Z”.

Os padrões de comportamento são de grande relevância para a construção de estratégias de marketing de qualquer empresa, os quais também irão refletir na estrutura física do seu negócio e também no design do ambiente.

ESCOLHENDO O PONTO PARA A SUA ESCOLA

Esta escolha é essencial para o sucesso do seu negócio. O melhor local para instalação de uma escola é aquele que ofereça o máximo possível de visibilidade. Portanto, certifique-se de que ele é facilmente percebido por quem passa.

É importante também analisar se o imóvel está localizado nas principais ruas ou avenidas da cidade, se possui estacionamento e qual é o perfil do público que circula pelas proximidades.

Além disso, avalie se há outras escolas de idiomas nos arredores, já que a competição pode ser um fator que pode te ajudar. Esteja atento a tudo que envolve a escolha deste ponto, já que qualquer falha nesta escolha pode acarretar prejuízos que levarão tempo e dinheiro para serem gastos.

Claro que essa escolha não se limita apenas ao ponto em si. A rua, além de movimentada, deve ser segura. Além disso, a fachada precisa ter boa visibilidade a partir das calçadas e pistas. Outro aspecto que deve ser observado é a incidência do sol — já imaginou como deve ser desagradável ter aulas à tarde em uma escola extremamente quente?

Verifique também se há pontos de ônibus próximos e se é possível estacionar a uma distância aceitável do lugar prospectado.

Por fim, analise a presença de rampas e elevadores, se os banheiros podem ser acessados por pessoas em cadeiras de rodas e se os corredores e portais são largos o bastante para possibilitar o trânsito de indivíduos com deficiências motoras.

A NOSSA VISÃO DO NEGÓCIO!

De acordo com Gislaine Souza, coordenadora de desenvolvimento e padronização da KNN, a estética da escola é um dos principais fatores que contribuem para que ela receba visitas espontâneas. “Trabalhamos desde o primeiro momento para que o franqueado monte uma escola chamativa e com bastante visibilidade”, conta.

Em relação a fachada das escolas, que se torna a primeira impressão da empresa, a comunicação visual deve ser trabalhada detalhadamente. “Testeiras, lonas, adesivos e backlights, são muito importantes para que a escola seja vista mesmo à distância, para se destacar dos outros pontos comerciais que estão ao redor”, avalia Maira Heckler, coordenadora de implantação das escolas KNN.

Já em relação às partes internas das escolas, a dica é respeitar a paletas de cores da marca. Na KNN, o roxo, vermelho, azul, verde e cinza constituem essa seleção. “Para haver harmonia no ambiente, a coerência da identidade visual deve ser cuidadosamente seguida. Além da paleta (de cores), a distribuição das salas e a integração social que a recepção da escola fornece também deve ser levado em conta. Cores vivas, por exemplo, são ótimas porque criam um ambiente mais descontraído”, afirma Maira. 

Sobre a disposição da sala de espera da escola, há opção de deixá-la anexada à recepção ou, caso haja a possibilidade de acordo com o imóvel, em um ambiente separado. “A segunda opção é mais indicada, já que a confraternização dos alunos pode atrapalhar o atendimento da recepção”, alerta.

Para finalizar, a equipe da KNN sugere mais um detalhe: decorar os corredores.  “Adesivos e quadros são muito legais! Referências à cultura pop para escolas de idiomas sempre dão muito certo já que são de fácil reconhecimento dos alunos”.

Para mais informações sobre a franquia KNN, acesse o site e entre em contato.

REDAÇÃO KNN

LEIA TAMBÉM:

A fórmula secreta para fazer o melhor MARKETING PRÉ-INAUGURAÇÃO

Como a KNN Idiomas está transformando pessoas comuns em empresários de sucesso?

O que faz um CONSULTOR PEDAGÓGICO?

Posts relacionados

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.