Com apenas 25 anos, franqueado de Espírito Santo irá inaugurar mais duas escolas

8 minutos para ler

Conheça a história de luta e perseverança do professor Raphael Moraes, diretor da KNN Idiomas de Cariacica (ES).

Quem sete vezes cai, levanta oito. A trajetória do professor de idiomas Raphael Moraes, 25, é marcada por batalhas, tropeços, mas principalmente: a paixão de ensinar inglês aos seus alunos.

Nesta primeira edição do We Are KNN, vamos mergulhar a fundo na história deste franqueado da cidade de Cariacica (ES), que se prepara para abrir mais duas unidades nos munícipios de Fundão e Viana, ambos no estado do Espírito Santo.

A previsão de inauguração das escolas será em meados de novembro deste ano e fevereiro do ano que vem, respectivamente.

O INÍCIO: FLERTANDO COM A PROFISSÃO  

Quando criança e adolescente, Raphael morava na capital do estado do Espírito Santo, Vitória – mais exatamente na região do Morro do Cabral – e gostava muito de cantar, o que encantava quem o conhecia no ensino fundamental.

Na sexta série, incentivado por um professor, apresentou uma versão de What a Wonderful World de Louis Armstrong em seu colégio. Esse foi o gatilho para querer estudar um segundo idioma.

“Tínhamos inglês na escola pública que eu estudava, mas as aulas eram muito superficiais, era muito básico. Pedi para minha mãe procurar uma escola de idiomas, mas era totalmente inviável arcar com os custos. Éramos uma família muito pobre e só o material didático de uma das escolas que procuramos custava mil reais! ”, relata.

Mesmo que o valor de uma escola de idiomas não coubesse no bolso, aos 13 anos o futuro franqueado da KNN começou a estudar inglês por conta própria e mais tarde, aos 16, se tornou professor voluntário do idioma. “Coloquei na minha cabeça que eu iria cursar Letras e ser teacher, e assim comecei com pequenas monitorias em um cursinho pré-vestibular”.

O PRIMEIRO EMPREGO E UM INTERCÂMBIO DOS SONHOS

Decidido a se tornar professor de inglês, Raphael aos 17 anos arregaçou as mangas e foi atrás de uma oportunidade no segmento, que segundo ele, era muito amplo em sua cidade. “Há muitas escolas e franquias de idiomas em Vitória. A minha primeira entrevista de seleção para uma vaga de teacher foi um verdadeiro fiasco, mas acabei passando”, conta.

O objetivo do jovem professor não era apenas conseguir um emprego na área que desejava. Raphael tinha em mente que para se destacar no meio precisava alçar novos voos. “Coloquei na minha cabeça que iria fazer um intercâmbio de qualificação no Canadá para ficar fera no inglês! ”. 

Entretanto, pegar um avião para passar três meses em um dos maiores países da América não iria sair de graça. “Entrei em contato com a agência de intercâmbio e calculei todas as despesas. Minha família não tinha como ajudar a financiar a viagem. Comecei a trabalhar numa franquia de idiomas para pagar esse intercâmbio”.

Durante 2 anos, Raphael se mudou para Cariacica (ES) e trabalhou dando aulas de inglês para dezenas de alunos para poder pagar sua estadia no país das pessoas gentis. O que o capixaba não contava é que seu visto para entrar no território canadense pudesse ser negado.

“Cheguei no consulado canadense e descobri que tive meu visto rejeitado, muito provavelmente por conta de eu ainda ser menor de idade e não possuir um fiador. Voltei de mãos abanando, frustrado, mas ainda com vontade de dar aulas melhores”.

EMPREENDORISMO

Ao receber uma proposta de emprego promissora em uma escola de idiomas em Cariacica (ES), o novato professor de inglês viu sua estrela brilhar para a carreira que ele almejava.

“Eles (a escola) me deram simplesmente 21 turmas de alunos na época, então me mudei pra lá (Cariacica). Fiquei muito empolgado, era a chance que eu precisava. Após ter meu visto negado, voltei a dar as aulas normalmente, mas então meses depois, veio outro ‘banho de água fria’. A escola iria fechar as portas! ”, conta Raphael.

Após muito pensar em que rumo de sua vida profissional iria tomar, o teacher com todos os cento e vinte alunos que tinha contato dentro da escola: “convidei todos eles a continuarem estudando inglês comigo, em aulas particulares”, relembra.

Oitenta estudantes toparam continuar as aulas de inglês em modo particular com o prof. Raphael, e isso foi o estopim para o início de sua escola própria. “Com tantos alunos assim, eu precisei alugar um ponto comercial”. Com essa demanda e público cativo, o capixaba encontrou na na região de Campo Grande (Cariacica -ES), um lugar para chamar de seu: assim nasce em 2014 a American English School, que mais tarde teria seu nome alterado para American Language Center.

DESAFIOS DE MANTER UMA ESCOLA

Ao virar dono do próprio negócio, Raphael adquiriu mais independência e liberdade para trabalhar do jeito que acreditava que fosse mais eficiente. Utilizando um material didático terceirizado, ele dava duro para apresentar as melhores aulas aos seus alunos, que com o passar do tempo, de oitenta viraram mais de cem.

Apesar da autonomia para fazer tudo do jeito que achava melhor, Raphael não trabalhava pouco. Aliás, muito pelo contrário. O capixaba tinha que trabalhar e muito!

Além de ser responsável pelas aulas, Raphael cuidava da administração comercial e operacional, o que lhe custava muito tempo e exigia-lhe uma experiência que ele não nunca teve.

Escola de Raphael antes de se tornar KNN Idiomas

“O dia para mim precisava ter umas quarenta horas. Tinha que me desdobrar entre ser professor, gestor, vendedor e tudo mais. Não era raro eu acabar me atropelando no meio disso tudo e por vezes desanimando”, conta.

Tanto desanimou, que no ano de 2016, Raphael chegou a cogitar uma nova carreira de comissário de voo. Após desistir da ideia, se deu conta que o caminho não era apostar em um segmento diferente, e sim investir e melhorar o que ele já havia construído, já que segundo ele mesmo, em sua escola estava “pagando para trabalhar”.

A MUDANÇA PARA KNN IDIOMAS

No ano de 2018, quando recebeu uma ligação da KNN Idiomas, com proposta de apresentação da marca, Raphael praticamente aceitou escutar a consultora de negócios Nathália Bervian por educação.

“Eu já havia investido o dinheiro necessário para reformar a escola e dar uma melhorada. Meu nome estava no SPC, não tinha nem como pensar em outro investimento. Ainda assim, topei ouvir o que ela tinha para me falar por curiosidade mesmo”.

Com algumas insistências e argumentos convincentes, a franchising conseguiu convencer o professor a fazer um tour pelas escolas da região de Balneário Camboriú. Ao conhecer a metodologia de perto, o dono da então “American English School” ficou com dois corações e uma decisão muito difícil de se tomar.

“Com as facilidades de negociação que estavam me propondo e vendo aqueles alunos com apenas 3 meses de curso já falando inglês, fiquei extremamente tentado em fazer a conversão da minha escola e mudar de marca. Fui para o hotel, orei e chorei muito. Realmente foi difícil. Quando voltei para a franchising e assinei o contrato, fiquei com o coração na mão”, conta.

WHAT A WONDERFUL WORLD

Após a American English School de Raphael se transformar em uma KNN Idiomas, a quantidade de alunos da escola subiu consideravelmente. Em apenas um mês de inauguração, o empresário e agora franqueado passou de 174 para 210.

O resultado em apenas quatro semanas fez com que o professor que começou dando aulas voluntárias quando adolescente saísse do vermelho e pudesse sonhar mais alto. E o sonho virou realidade.

Em março de 2019, Raphael e sua equipe chegaram ao número de 300 alunos matriculados na KNN Idiomas de Cariacica.

Um ano depois, o franqueado comemora 400 alunos matriculados na escola.

Atualmente o objetivo de Raphael é se tornar um multifranqueado.

“Depois que a KNN transformou por completo a minha vida, tenho coragem de investir em mais. Afinal, tudo em nossa empresa é diferente, começando pelo atendimento e recepção, a aula, a filosofia da marca. Minha meta agora é abrir cinco escolas. Com a inauguração de mais duas para acontecer, esse sonho está mais perto de ser concretizado. ”

A KNN Idiomas de Cariacica (ES) fica localizada na Avenida Ministro Euríco Sales de Águiar, número 36 – lar de mais um franqueado de sucesso.

ASSISTA AO O DEPOIMENTO DE RAPHAEL GRAVADO DURANTE A CONVENÇÃO KNN IDIOMAS

REDAÇÃO KNN IDIOMAS

LEIA TAMBÉM:

Como a KNN Idiomas está transformando pessoas comuns em empresários de sucesso?

4 Fatos essenciais que você precisa saber para montar seu negócio do ZERO

7 Erros que um professor de idiomas jamais deve cometer!

Posts relacionados

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.