A Verdade sobre Empréstimos para Franquias

A Verdade sobre Empréstimos para Franquias

Comprar um negócio de franquia envolve formar um relacionamento comercial: você paga essencialmente por uma licença para vender os produtos/serviços de uma empresa. Muitos empresários recorrem ao empréstimo para abrir a franquia, mas talvez essa não seja a melhor opção para você.

Se está ansioso para entrar no setor e identificou um bom negócio, o custo de adquiri-lo não deve lhe preocupar muito, pois você pode usar vários métodos para cobrir as despesas necessárias. Veja agora!

Afinal, Vale a Pena a Contratar um Empréstimo?

Se você precisar de financiamento para comprar uma franquia, sua primeira conversa deve ser diretamente com seu possível franqueador. Muitas empresas oferecem soluções de financiamento personalizadas, projetadas exclusivamente para seus parceiros, seja através de instituições específicas ou fornecendo capital diretamente da corporação.

Alguns programas oferecem financiamento não apenas para as taxas de franquia, mas também para comprar equipamentos e outros recursos necessários para iniciar o negócio.

Outra opção são os bancos: as condições do empréstimo vão depender bastante do seu histórico de crédito, plano de negócios e tempo de retorno. Mas, antes de contratar qualquer solução, analise atentamente as projeções de faturamento da sua nova franquia.

Por exemplo, em uma escola de idiomas da KNN, o ponto de equilíbrio pode ser até 30 mil reais, dependendo do formtato de franquia que se é investido, ou seja: após conquistar esse valor em receita, sua unidade começa a obter lucro. Procure responder às seguintes perguntas:

  • O empréstimo pode cobrir todas as despesas até atingir esse o ponto de equilíbrio?
  • Em quanto tempo de operação eu vou atingir esse valor?
  • Eu tenho capital para minhas despesas pessoais?

Além de todo esse planejamento, tenha sempre um “plano b”. Você está assumindo um grande compromisso e precisa de uma saída caso as coisas não aconteçam conforme o planejado. É sempre uma boa ideia ter um advogado de confiança para analisar seus contratos antes do acordo final.

Mais importante, lembre-se de que o preço de uma franquia nem sempre reflete o custo real do próprio negócio. Os custos adicionais podem incluir adiantamentos no terreno, construção, equipamentos, utensílios e sinalizações, e podem cobrir inventário, treinamentos, custos promocionais, despesas administrativas e até comissões de vendas.

Quais as opções para financiar sua franquia?

Além das duas opções sugeridas acima, você pode concretizar seu negócio de outras formas. Veja as principais agora.

Crowdfunding

Essa é uma opção sem juros, porém, exige um trabalho adicional de convencimento. Com o financiamento coletivo, várias pessoas podem investir pequenos valores em seu projeto e, como agradecimento, você oferece algumas vantagens aos apoiadores.

Essa estratégia é mais comum para aqueles que possuem uma audiência engajada. No entanto, com uma boa história e um projeto sólido, você pode publicar uma meta de financiamento em sites como Catarse, Kickante, Apoia.se, entre outros.

Agências de crédito

Há várias opções para conseguir empréstimo no mercado além dos tradicionais bancos. Essas alternativas são bem menos burocráticas (algumas oferecem o serviço totalmente online), mas as condições de pagamento podem ser mais rígidas.

Contudo, diversos fatores influenciam na proposta de crédito. Se você vai buscar um empréstimo, vale a pena fazer cotações nessas agências.

Empréstimo com amigos e família

Acredite ou não, uma das maneiras mais comuns de financiar uma franquia é pedir empréstimos a seus amigos e familiares. Se você for por esse caminho, não deixe de assinar um contrato que inclua termos e expectativas de pagamento. Se todos entenderem o contrato antes de assinar, os problemas serão menos prováveis no futuro.

Sociedade

Se você não quer assumir um compromisso de empréstimo, encontre um sócio que possa arcar com os custos. Seu trabalho aqui é estudar os mínimos detalhes da franquia para convencer outra pessoa. Conseguir um sócio é uma boa maneira de testar sua habilidade de vendedor.

Venda de bens

Se já encontrou uma oportunidade imperdível de franquia e não quer arrecadar fundos com outras pessoas, considere vender algum bem (como um carro ou equipamentos). Esse dinheiro extra pode ajudar a manter seus custos pessoais, enquanto seu principal investimento está no capital de giro da empresa.

Mesmo que você use suas economias para financiar o negócio, é recomendável que reserve uma parcela desse dinheiro por segurança.

Dicas rápidas sobre financiamento de franquias

Veja algumas dicas que todo novo empreendedor deveria saber antes de assinar um contrato:

  • converse com seu franqueador antes de procurar financiamento externo, seja aprovado ou pré-qualificado;
  • a fonte mais comum de capital inicial é a família e os amigos;
  • caso queira buscar um sócio, prefira alguém com experiência em franquias;
  • não esgote sua liquidez pagando dívidas pendentes antes de registrar um pedido de empréstimo. Os credores querem que você tenha capital disponível;
  • se você não possui abundância de capital, economize o máximo possível até atingir seu ponto de equilíbrio. Considere a locação de equipamentos ou contratação de terceiros;
  • você não precisa visitar todos os bancos e agências em busca de crédito. Uma boa pesquisa online pode poupar bastante tempo (e dinheiro);
  • não coloque sua segurança financeira em risco, essa pressão para conseguir dinheiro rápido pode atrapalhar muito sua gestão;
  • uma franquia é a melhor maneira de começar um novo negócio com riscos reduzidos, porém, não considere como um caminho fácil de ganhar dinheiro. Para crescer e se destacar, é preciso suar a camisa.

Como podemos ver, existem diversas fontes de empréstimo para abrir a franquia dos seus sonhos. No entanto, operar sem reservas (cego aos problemas comerciais inesperados) pode levar a um desastre. Uma boa regra a lembrar: nunca invista mais de 75% de suas reservas de caixa. Certifique-se de traçar um plano concreto para atingir seu ponto de equilíbrio. Defina 3 cenários possíveis:

  • otimista: quando as expectativas são superadas. Como a sobra de caixa será administrada?
  • realista: quando tudo seguiu conforme esperado;
  • pessimista: quando nada funcionou por motivos internos ou externos. Qual o seu plano b?

Muitos empresários não consideram um cenário pessimista. Quando você garante sua segurança financeira em um planejamento amplo, sua gestão se torna mais eficiente. Esse é um grande passo à frente da concorrência.

Gostaria de mais informações sobre como financiar sua franquia? Entre em contato agora para um atendimento personalizado.

LEIA TAMBÉM:

7 Diferenciais Competitivos em Franquias
Redes de Franquias: Saiba como elas funcionam na prática!
Matrículas em escolas KNN aumentam com a volta das aulas presenciais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.