5 FALHAS que podem DESTRUIR uma ESCOLA DE IDIOMAS

5 minutos para ler

O sonho de possuir a sua própria escola pode chegar ao fim se você não prestar atenção nestas questões

Muitos empreendedores, principalmente aqueles que optam por começar um negócio do zero, enfrentam desafios no caminho até a estabilização financeira da sua empresa. Começar um empreendimento sem conhecimento em gestão, administração e finanças por vezes pode ser arriscado, e dentro do segmento da educação, não é diferente.

Este, inclusive, se torna o principal motivo de empreendedores optarem por investir em franquias. Com um modelo de negócios já comprovado e testado, este tipo de investimento costuma apresentar riscos menores, já que a franqueadora presta todo o serviço de consultoria e suporte necessário para que seus franqueados tenham sucesso desejado.

Aqui vamos mostrar para você alguns dos erros mais comuns que donos de escola de idiomas cometem na administração, gestão e até mesmo na área financeira dos seus negócios. Depois de ler este artigo, você pode se dar conta de que uma escola é uma empresa como qualquer outra – e esse é o objetivo! 

A Redação KNN consultou os especialistas em negócios e gestão da franquia, que traçaram os 5 erros fatais mais cometidos por donos de escola, que geralmente os levam a fechar as portas.  Por isso, leia com atenção e aprenda com a gente!

1 – CONTRATAR COLABORADORES RUINS

Pode parecer bobagem, mas esse costuma ser um dos erros mais comuns. A falta de experiência no processo seletivo da equipe contratada faz com que profissionais sem os requisitos necessários sejam admitidos – e consequentemente, a qualidade do serviço também é afetado. Não faça a besteira de contratar a primeira pessoa que se candidatar à vaga e que cumpra os requisitos mínimos. O melhor a se fazer é contratar uma pessoa que complemente a sua escola e está de acordo com o perfil exigido no cargo.

2 – ESQUECER DAS FINANÇAS

Após os primeiros meses de inauguração de uma escola, o dinheiro começa a entrar – mas não se precipite! Este dinheiro não é motivo para você se acomodar e nem acreditar que o “o jogo está ganho”. A gestão financeira da escola é um dos fatores principais para se prestar atenção. Caso não seja feita cotações de produtos com alguma frequência, por exemplo, não há como saber se existem oportunidades de economizar. Não deixe esse tipo de coisa acontecer e fique sempre de olho nos números gerados.

3 – NÃO CONHECER O SEU NEGÓCIO

Mesmo que seja franqueado de uma grande rede, conhecer o modelo de negócio é imprescindível. Se o custo de alguma mercadoria deveria representar 20% e está custando 40%, há algo de errado! Conhecer o seu negócio é identificar as discrepâncias e incoerências da sua escola de idiomas e estar preparado para, caso algum funcionário faltar, você conseguir substituí-lo. Isso não significa que você deve saber dar aulas de idiomas para substituir um teacher, por exemplo. Mas caso alguém do setor administrativo ou comercial tenha que faltar, você pode cobri-lo sem grandes problemas.

4 – NÃO SE DESTACAR

O mercado de escolas de idiomas é extremamente competitivo, a gente sabe. Você precisa se destacar em meio a uma concorrência feroz. Fazer isso pode levar um tempo, por isso se você está gerenciando uma escola de marca própria, saiba que o caminho é longo e cheio de percalços. Não tente fazer um pouco de tudo se for para atingir apenas uma qualidade mediana de serviço e se caso julgue necessário, terceirize algumas funções ou procure um sócio.

5 – NÃO EXPANDIR SEU CAMPO DE VISÃO

A crise de saúde pública por conta da pandemia do novo coronavirus trouxe vários desafios até mesmo para quem já possuía um negócio bem estabelecido. No caso da maioria das escolas, a maneira foi criar uma saída para execução das aulas a distância – o que possibilitou que muitos alunos abrissem seus olhos e tomassem gosto por aulas online. Ou seja, ter uma visão ampla, sempre levando em conta possíveis cenários e projeções do futuro é extremamente importante para caso um imprevisto aconteça, sua escola esteja preparada para enfrentá-las da melhor maneira possível.

QUAIS SÃO AS VANTAGENS DE INVESTIR EM FRANQUIA DE IDIOMAS?

A metodologia, o plano de negócios e a estratégia de marketing já estão prontos!

A criação de um método de ensino e de materiais eficientes para o aprendizado de línguas estrangeiras requer uma equipe de especialistas, tempo e dinheiro. Abrir uma franquia de idiomas significa que este trabalho já foi feito e que os métodos desenvolvidos são eficazes. A rapidez e eficiência no aprendizado prometidos para o cliente, portanto, serão entregues com êxito.

Elaborar um plano de negócios consiste em formular estratégias para o crescimento da empresa. No caso de uma franquia, a franqueadora já sabe o que funciona e o que fará os donos de cada unidade obterem sucesso em seus empreendimentos — ou seja, menos riscos para o investidor.

É interessante para o empresário abrir sua empresa com uma marca estabelecida, um modelo de negócios testado e estruturado que vai ter todo suporte e assessoria do franqueador. Além disso, a sustentabilidade financeira dele será sempre acompanhada. Você não vai precisar criar estratégias de marketing, apenas se desejar, é claro.

O mercado é favorável às franquias de idiomas no Brasil e as vantagens são muitas, certo? E então, gostaria de saber mais? Entre em contato conosco!

LEIA TAMBÉM:

RETENÇÃO: a importância de fidelizar o seu aluno

5 erros mais cometidos antes de abrir um negócio

10 Livros essenciais que todo EMPREENDEDOR PRECISA LER

Posts relacionados

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.